Frete grátis em comprar acima de R$ 300,00
Carrinho (0) Fechar

Nenhum produto no carrinho.

Carrinho (0) Fechar

Nenhum produto no carrinho.

Home Cuia Cuia nova: técnicas para deixar a sua cuia especial de primeira

Cuia nova: técnicas para deixar a sua cuia especial de primeira

cuia com bombas

Servir e tomar um mate já foram descritos como gestos de hospitalidade e amor, símbolos do que é bom e elevado na alma humana. Mas desfrutar dessa experiência da melhor forma possível exige alguns cuidados – não só na escolha de uma boa erva e no aquecimento da água até a temperatura certa, mas também no que diz respeito à “cura” ou ao “curtimento” da cuia.

Trata-se de um procedimento básico antes de matear pela primeira vez, que consiste na preparação da cuia de modo a selar os poros do material e a evitar que o sabor da infusão mude ou mesmo que o processo danifique o recipiente. O passo a passo está relacionado ao próprio tipo de material usado na fabricação de uma cuia.

As cuias mais comuns são feitas de porongo, uma planta trepadeira com folhas grandes e aparência exuberante. Esse material é extremamente poroso e de baixa densidade. Como vem cru, se não é feita a cura, o recipiente pode mofar mais facilmente, além de reter mais umidade. O objeto, assim, acaba não durando tanto quanto poderia durar.

Por isso, no post de hoje, reunimos as melhores técnicas e dicas para curtir a sua cuia. Você só vai precisar fazer isso uma vez antes de usar sua cuia nova. Vem com a gente aprender!

 

Técnicas para curtimento

Antes de vermos as técnicas de curtimento propriamente ditas, é importante sublinhar que somente as cuias de material orgânico podem ser curtidas. Além do porongo já mencionado, a madeira, o chifre e os cascos de animais são exemplos de materiais orgânicos comuns usados na fabricação de cuias. No caso de metais ou de materiais diversos como o vidro, o silicone, a cerâmica e o plástico, não há necessidade de fazer a cura.

Outro aspecto importantíssimo é a diferenciação do tipo de bebida que será consumido na cuia. Sim, se o mate for doce, o procedimento é diferente em relação ao mate amargo.  Vejamos, então, o que fazer em cada caso.

 

Cura para mate amargo – passo a passo

 

Primeiro passo

Lave bem a cuia apenas com água corrente. Em seguida, use água fervida a uma temperatura de 80°. Este primeiro passo ajuda a desinfetar o material, mandando embora poeira e bactérias.

 

Segundo passo

Deite fora a água quente e preencha o miolo da cuia com erva – você pode aproveitar a erva usada em um outro recipiente inclusive. Acrescente um pouco de água quente. Quando a erva inchar, acrescente mais água. Esse processo deve ser repetido duas ou mais vezes até que a erva encha o recipiente.

 

Terceiro passo

Deixe a mistura de erva e água descansando por dois dias. Vá adicionando água para que a erva siga úmida. No terceiro dia, retire toda essa mistura, raspando bem. Para uma limpeza mais completa, despeje água quente na cuia. No final, ela já estará pronta receber o mate!

 

Cura para cuia usando fogo

Outra técnica muito utilizada no curtimento é a que recorre ao fogo.

 

Primeiro passo

Retire a grade do fogão e ligue o fogo.

 

Segundo passo

Vá girando a cuia perto do fogo. É importante não parar com o movimento circular, pois, caso você demore para girar, a cuia pegará fogo.

Cuidado para não queimar a mão! Se achar necessário, vista alguma proteção, como as luvas de silicone comumente usadas na cozinha.

 

Terceiro passo

Dependendo do formato da sua cuia, o fogo não entrará dentro dela. Por isso, somente a borda ficará mais escura e, de fato, curtida. A solução é recorrer ao álcool.

Coloque uma colher de álcool dentro da cuia e vá girando para que a substância se espalhe pelas paredes do recipiente. Em seguida, acenda um fósforo lá dentro. Vá girando devagar para que o porongo queime uniformemente, até o álcool ser consumido por completo. Enxague a cuia com água quente. Deixe secar e ela estará pronta para uso.

Atenção! Tome todo o cuidado neste processo. Mantenha água por perto para ser usada em caso de algum problema.

 

Curar para mate doce – passo a passo

Nesta técnica, você vai precisar essencialmente de açúcar e brasas de carvão quente. Uma boa dica é deixar para fazer este procedimento em um dia de churrasco.

Ao colocar a sacarose (açúcar) em contato com o carvão, que está a uma alta temperatura, ocorre uma combustão que gera gás carbônico e vapor de água. O gás penetra no porongo numa ação semelhante à fumigação, com uma ação fungicida. Cria-se, assim, ambiente de calor que retrai as fibras da cuia, selando os poros diminuindo a entrada de água em excesso e a retenção de umidade. Vejamos o passo a passo.

 

Primeiro passo

Lave bem o recipiente, também com água fervente e filtrada.

 

Segundo passo

Depois, coloque duas colheres de açúcar na cuia – pode ser açúcar de qualquer tipo, cristal, mascavo ou marrom. Cubra a borda da cuia com a mão e agite o recipiente, para que o açúcar grude bem nas paredes do porongo.

 

Terceiro passo

Deixe a cuia secar com o açúcar por algumas horas. Em seguida, acrescente erva.

 

Quarto passo

Depois que o recipiente estiver seco, é hora de entrar com o carvão. Pegue pequenas brasas de carvão quente e coloque dentro da cuia. Cubra a entrada com uma toalha, tampa de madeira e agite as brasas.

 

Quinto passo

Vá trocando as brasas – repita esse processo duas ou três vezes para garantir uma boa cura.

 

Sexto passo

Retire as brasas e lave o recipiente novamente com água quente. Depois, encha a cuia com erva fresca e umedeça com água morna. Deixe assim de um dia para o outro e a cuia estará pronta para receber o mate doce.

 

Dicas para o dia a dia

Agora que você já sabe curar a cuia, vejamos algumas dicas para o dia o dia.

– Após tomar seu chimarrão, retirar a erva mate da cuia e lave-a internamente com água corrente. Não utilize produtos de limpeza no recipiente, nem esponjas de aço.

– Guarde a cuia em local seco e arejado, de preferência mantida de pé. Evite expor a cuia ao sol, pois isso poderá causar rachaduras e machas irreversíveis ao porongo.

– Tome seu chimarrão com água até no máximo 70 °C. A água muito quente pode causar problemas ao seu organismo.

E você, já tomou um chimas hoje? Com toda esta conversa de curtimento da cuia, bateu aquela vontade, né? Clica aqui e adquira o nosso kit cuia bago.

Para acompanhar os nossos próximos posts, siga as nossas redes sociais: clique a para curtir a nossa página no Facebook e no Instagram.

Até o próximo post!

Roder Cypriano

Mateando

preloader