Frete grátis em comprar acima de R$ 300,00
Carrinho (0) Fechar

Nenhum produto no carrinho.

Carrinho (0) Fechar

Nenhum produto no carrinho.

Home Campos de cima da Serra Campos de Cima da Serra: Lagoa Vermelha

Campos de Cima da Serra: Lagoa Vermelha

Campos de Cima da Serra: Lagoa Vermelha 1

Se você ama o Rio Grande, ama viajar, ama natureza e quer valorizar o seu estado, conhecendo uma região ainda pouco explorada, este post é para você!

Nele, damos continuidade à série única dedicada a Campos de Cima da Serra  e vamos parar a Lagoa Vermelha. Conhecida como a “capital gaúcha do churrasco”, com uma população de cerca de 30 mil pessoas, a cidade é formada por campos, planaltos, mata de Araucárias e montanhas e, por isso, agrada ao viajante que gosta de natureza e aventuras.  Continue a leitura e saiba por que vale a pena visitar esta simpática localidade!

Um pouquinho de história

Lagoa Vermelha é uma cidade centenária. A sua emancipação definitiva de Vacaria aconteceu em 10 de maio de 1881. Desde o séc. XVI, o território foi ocupado com gado, trazido pelos jesuítas. O caminho onde hoje se localiza a cidade foi aberto entre 1734 e 1736 e constituía parte da rota de tropeiros vindos de diversos pontos do estado.

Esses pioneiros paravam em Lagoa Vermelha para descansar antes de prosseguir viagem. Antes disso, os índios foram os primeiros habitantes da região e representavam vários ramos da tribo guarani. Já no séc. XIX, chegaram os imigrantes italianos, alemães e poloneses.

Uma lenda frequentemente associada à cidade relatava que, na época das Missões e Reduções Jesuíticas, padres perseguidos por mamelucos, procuraram esconder o seu gado e demais riquezas. Numa certa ocasião, quando estavam na iminência de serem alcançados, lançaram seus muares carregados dentro de uma lagoa que existia na região. Os animais submergiram e acabaram morrendo, e as águas se tornaram de uma cor vermelho amarelada, que nunca mudou de tom, que nunca alterou seu volume e que lembra o ouro.  Dessa lenda, resultou o atual nome da cidade.

O que visitar em Lagoa Vermelha

A seguir, preparamos uma lista de lugares e atividades para quem planeja conhecer Lagoa Vermelha.

 

Trilhas, passeios e cicloturismo

 

Como dissemos, Lagoa Vermelha está localizada em uma área privilegiada com belas paisagens naturais. Há roteiros que podem ser percorridos de diversas formas, seja caminhando ou por meio de bicicleta, jeep ou a cavalo.  Matas pouco exploradas, ar puro, formações montanhosas, rios e cachoeiras encantarão todos os visitantes.

Localizada a cerca de 30 km do centro de Lagoa Vermelha, a Cascata do Rio Inhandava é um dos destaques, sendo local apropriado para lazer e camping. O rio em questão é o mais volumoso e importante rio do município, abrigando uma cachoeira que movimentou a primeira usina do local, hoje desativada.

Para contratar um guia local, sugerimos entrar em contato com a Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Desporto nos telefones 54 3358-9144 / 3358-3914.

Parque da Lagoa

Neste parque, está situada a famosa lagoa que deu origem ao nome do município, conforme relatamos anteriormente. O acesso ao parque é livre.

 

Festa Nacional do Churrasco

A Festa Nacional do Churrasco acontece bianualmente (em anos ímpares) no CTG Alexandre Pato, nos meses de janeiro e fevereiro, e é promovida simultaneamente com um rodeio internacional. Essas duas festas representam a preservação de alguns dos hábitos mais cultivados e conhecidos do Rio Grande do Sul.

A posição geográfica, a altitude, o clima e a pastagem dos campos de Lagoa Vermelha são propícios para que a carne local seja a mais saborosa do Brasil. “A excelente qualidade da carne, o corte incomparável, a tradição no preparo e o tempero singular” são diferenciais da carne servida no evento, segundo o site oficial da cidade. Para além de diversos tipos de churrasco, durante os dias de evento, há mostras de fotografia, comida e doces campeiros, além de shows e atrações culturais da região.

CTG Alexandre Pato

No Centro de Tradições Gaúchas Alexandre Pato é que se realizam as duas festas mais importantes da cidade, conforme relatamos no item anterior. O Centro é uma das maiores entidades tradicionalistas da região sul e realiza também as festas da Comida Campeira e Mostra do Doce Campeiro.

Igreja Matriz São Paulo

Esta igreja foi construída nos anos de 1951 a 1956, em homenagem ao padroeiro do município, São Paulo Apóstolo. É um belo monumento arquitetônico, principalmente no seu interior, decorado com pinturas de Emilio Zanon e vitrais vindos da França, retratando imagens da vida dos Santos. Em seu entorno, há uma pequena praça com bancos e árvores.

Bica Nossa Senhora Consoladora

Este é hoje um local de devoção e fé, que contempla no seu interior um pequeno bosque e uma gruta com a imagem de Nossa Senhora Consoladora. Inúmeros devotos visitam a bica para fazer pedidos ou agradecimentos.

Como chegar a Lagoa Vermelha

A cidade está localizada a 280 km da capital Porto Alegre. Partindo de lá, as vias de acesso são a BR 285 e a BR/RS 470. A passagem de ônibus entre as cidades custa em torno de R$ 70-80.

Bom, por hoje, é tudo! Mas se você não conferiu os demais destinos já percorridos na nossa série sobre as belezas rio-grandenses, esta é uma boa oportunidade: veja o que dissemos sobre Bom Jesus, São José dos Ausentes e Campestre da Serra. E em breve estaremos de volta com mais um destino – para não perder o que está por vir, é só seguir também as nossas redes sociais. Estamos no Facebook e no Instagram.

Até a próxima!

Roder Cypriano

Mateando

Post relacionado

preloader